Contribua

Bolha de Contenção

Objetivo

Ampliando soluções para ajudar no combate à pandemia causada pelo Coronavírus na Bahia e no Brasil, o SENAI CIMATEC desenvolveu um equipamento que visa reduzir os casos de intubação entre paciente portadores da COVID-19, bem como os riscos de contaminação entre os profissionais de saúde que trabalham na linha de frente de combate à pandemia.

Batizado de “Bolha de Contenção”, o equipamento possui uma estrutura simples, de material acrílico transparente e tamanhos diferentes para se adequar a adultos e crianças.

“O governo da Bahia em parceria com o SENAI CIMATEC, através desse novo projeto, expande as ações de combate à COVID-19. Agora atuaremos com equipamento que busca diminuir a intubação precoce de pacientes, ampliando a possibilidade de tratamentos com suportes ventilatórios não invasivos e diminuindo as possibilidades de infecções. ” Explica Dr. Ricardo Alban – Presidente da FIEB “O Projeto evitará a contaminação do ambiente por partículas resultantes da tosse ou outras secreções de pacientes com COVID-19. Na fase experimental foram distribuídas sessenta bolhas de contenção entre os hospitais Espanhol, Couto Maia e Agenor Paiva, em Salvador, e Clériston Andrade, em Feira de Santana. O projeto inteiro prevê a distribuição de 800 bolhas para os hospitais públicos de referência para Covid. Mais da metade já foi distribuída até hoje. ”, comenta Luis Alberto Breda, diretor de Operações do SENAI CIMATEC.

A demanda levou cerca de um mês entre a concepção do equipamento e a fase atual do projeto que passou pela avaliação da ANVISA e foi aprovado pelo Comitê de Ética da Pesquisa.

Profissionais de saúde como o médico infectologista Roberto Badaró, que é também pesquisador chefe do SENAI CIMATEC, estão otimistas em relação aos benefícios do equipamento.

A bolha de contenção é um projeto desenvolvido pelo SENAI CIMATEC em parceria com o Governo da Bahia e com o apoio das empresas UNIGEL, que fez a doação de chapas acrílicas (principal matéria-prima do equipamento) e KLABIN, que doou caixas de papelão para o transporte dos equipamentos.